Precisamos repensar a moda e o ciclo de consumo atualmente



Não é novidade que a indústria da moda é considerada a segunda mais poluente do mundo, gerando impactos no solo, na água e no ar - assim como, sendo uma das fontes da emissão de gases de efeito estufa (GEEs).

Além disso, segundo um estudo realizado pelo institutos Global Fashion Agenda, Boston Consulting Group e Sustainable Apparel Coalition, estima-se que até 2030 a produção global de roupas aumentará 81%, chegando até 102 milhões de toneladas.


Por isso, o Fashion Revolution reforça a importância em trazer diálogos sobre a produção de materiais insustentáveis na indústria da moda, e acredita no poder de transformação positiva por meio da moda.

Esse ano, a Semana Fashion Revolution busca reunir pessoas de toda a sua comunidade, amplificar vozes não ouvidas e marginalizadas e trabalhar em coletivo para explorar soluções interconectadas.

Além disso, a Semana Fashion Revolution abordará três temas: Direitos Humanos e Direitos da natureza, Relacionamentos Individuais, coletivos e com a natureza, e Revolução Sistêmica.

Quer participar da Semana Fashion Revolution Curitiba? Fique atento que em breve publicaremos a programação completa.

Compartilhe e divulgue o movimento @fash_rev_brasil nas redes sociais e procure saber sempre: #QuemFezMinhasRoupas#Doquesãofeitasasminhasroupas#Acordequemfezminhasroupas.

#FashRevcwb

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo