Lixo ao luxo: você sabe o que é upcycling?

Atualizado: Abr 3

conheça sobre o futuro da produção têxtil sustentável

A nova coleção da marca curitibana transmuta exposta no evento LabModa

O descarte de roupas que parecem estar no fim de sua vida útil é um problema para o meio ambiente, mas e se nós pudéssemos usar essas peças novamente, só que de um jeito novo? Bom, o WWFashion tem uma notícia para você: essa prática já é realidade! O nome dado a reciclagem de roupas é upcycling, e ela está mais próxima do que você imagina.


De acordo com o relatório de sustentabilidade do SEBRAE publicado em 2018, upcycling vem do termo upcycle que significa criar um novo ciclo de vida para o produto, ao dar uma nova função ou ao transformá-lo em um novo artigo. Entre as matérias primas que podem ser reutilizadas estão acessórios, calçados, confecções, móveis e decoração.


Porém, a imaginação pode ir além quando se trata de upcycling. A marca Transmuta, que participou do LabModa 2019, inovou na prática de upcycling ao utilizar barracas como matéria prima de peças. Yasmin Lapolli, co-fundadora da marca, explica que para ela e Lucas Bettin, nunca foi uma possibilidade trabalhar com produção tradicional, pois não seria o suficiente para a dupla. “Tanto eu quanto o Lucas vimos no upcycling a forma mais sustentável de se produzir, afinal não existe um material que seja mais sustentável do que o que aquele que já existe.”




Yasmin contou também um pouquinho sobre o maior diferencial da transmuta:



O designer Luan Valloto, diz que quanto mais se estuda sobre processos sustentáveis, mais se entende que qualquer coisa que o ser humano faz, gera impacto no meio ambiente. O criador explica que é muito difícil simplesmente extinguir esses efeitos, porém, é possível amenizá-los com ações como o upcycling por exemplo.


Conforme o último relatório da Fundação Ellen MacArthur A new textiles economy: Redesigning fashion’s future, por ano, 500 Bilhões de dólares são desperdiçados com vestuários que quase não são utilizados. O relatório também mostra que um segundo é igual a um caminhão de lixo cheio de sobras de tecidos descartados em aterros sanitários ou queimados.





Economia Circular


A prática de upcycling é apenas uma das que compõem a economia circular da moda. A professora de design de moda na PUCPR, Taise Viera Sena, explica que além do upcycling, roupas de segunda mão ou de brechós também são foco na economia circular, termo que se refere a “colocar de novo no ciclo de consumo, uma peça que a princípio, para alguém, já foi descartada” explica Taise. A professora diz que em um processo de consumo normal, essa roupa ou seria doada, ou iria para o lixo, assim produzindo um grande acúmulo de material têxtil descartado, “por mais que o tecido acabe se decompondo, existem as fibras sintéticas que acabam levando mais tempo para concluir esse processo”, explica Taise.




40 visualizações0 comentário